CONSPIRAÇÕES

Contestação, Qualidade de Vida e Atitude na WEB

Posts Tagged ‘mundo’

A vida após o atentado de Nice

Posted by Fabricio Pessoa em 15 julho, 2016

Mais uma atrocidade acontece na França. Desta vez, um tunisiano jogou um caminhão contra uma multidão em Nice durante as comemorações do Dia da Bastilha, em mais um atentado terrorista. Esta tragédia, entretanto, traz à tona várias outras questões que pedem uma reflexão não apenas de franceses ou de países, mas acho que de todos nós.

1) Religião serve pra “religar”, não pra desunir: porque diachos existem líderes religiosos que colocam na cabeça de seus correligionários que uma religião é melhor que a outra? Ok, sabemos que a resposta se resume a “poder” ou a “dinheiro”. Então porque existem pessoas que se deixam levar por pregações deste tipo? Bem, aí entra uma série de variáveis, dentre as quais citamos valores familiares, culturas locais, traumas pessoas… estas são questões que precisam ser observadas, discutidas e principalmente respeitadas pela sociedade em geral.

2) A relação entre pais e filhos precisa ser valorizada: o autor do atentado era pai de três filhos. TRÊS FILHOS! E ainda assim não titubeou em deixá-los desamparados. Pior ainda, matou outros tantos pais e mães! Cada vez mais me convenço que o mundo nunca precisou tanto de um conjunto de políticas e condutas sociais centradas nas relações familiares, esta sim a única maneira, a meu ver, de revertertermos a corrosão da sociedade global.

3) É preciso ouvir as “minorias”: muitos dos movimentos sociais espalhados pelo mundo são reflexo de parcelas “minoritárias” pertencentes a grupos sociais específicos, em diversos países. Por “minoritárias”, entretanto, não devemos entender quantidades de pessoas, mas sim correntes de pensamento não predominantes. Ou seja: tais movimentos expressam o desejo de que estes grupos sejam ouvidos. E eles querem uma coisa em comum: ser respeitados. Há uma música que traduz muito este ideal: “Respect existance ou expect resistance”. Respeite a existência ou espere resistência.

4) O capitalismo precisa abrir mão de padrões: Diversos escritores consagrados apontam que é preciso repensar a atual forma de aquisição e concentração de riquezas, o que é algo extremamente difícil de acontecer uma vez que os mais “ricos e poderosos”, detentores dos meios para proporcionar estas mudanças, são justamente os que menos têm interesse em mudar este quadro. Ou eles entendem a gravidade do quadro atual e provem mudanças que melhorem a distribuição de renda, ou teremos o agravamento dos conflitos sociais por motivos socioeconômicos, o que pode sim ocorrer em todo o planeta.

5) Estamos construindo uma “nova idade média”? O Brexit virou uma realidade por conta de um medo crescente de estrangeiros. Os atentados da França vão fortalecer a extrema direita na região. Outros países estão iniciando movimentos para estabelecer controles de fronteira mais rígidos. Se essa situação continuar, e pior, se ela se agravar, será que não veremos uma retrocesso nas relações comerciais e, a partir daí, das relações pessoais?

Estas são questões que merecem uma profundíssima reflexão, e além disso precisam ser pensadas se queremos de fato ver uma transformação profunda no atual status quo. O tempo da mudança já está mais do que presente. O medo é que este tempo já se torne um “tarde demais”.

 

Anúncios

Posted in AÇÕES (qualidade de vida), CONSPIRA (atualidades) | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

Palestra internacional para as mães – Laura Gutman no Brasil – Não perca!

Posted by Fabricio Pessoa em 27 abril, 2016

Cadastre-se em http://lauragutman.somosmaesdeprimeiraviagem.com.br/#inscricao e receba um desconto de 50% na inscrição! (coffee break e tradução simultânea incluídos no ingresso)

 

Descobrir o ponto de equilíbrio da maternidade pode ser uma tarefa difícil para algumas mulheres, já que lidar com sentimentos e emoções jamais vividos antes pode não ser a mais fácil das experiências. Por isso, conhecer o indivíduo além da maternidade é uma das propostas de Laura Gutman, psicoterapeuta familiar e renomada escritora, que oferece às mães conhecimento e orientações fundamentais para descobrir o mágico, e por vezes confuso, mundo da maternidade.

 

Autora dos best-sellers “A maternidade e o encontro com a própria sombra”, e “O poder do discurso materno”, já traduzidos para o português, Laura estará no Brasil para uma palestra exclusiva para mães e pais no dia 21 de maio, comemorando assim o mês das mães. Após receber o convite do projeto Somos Mães de Primeira Viagem, que tem como objetivo ajudar mães, grávidas e tentantes, Gutman não hesitou. “É uma oportunidade maravilhosa poder falar ao público brasileiro. Espero contribuir para o autoconhecimento de cada um deles”, diz.

 

A forma simples e ao mesmo tempo profunda com a qual Laura fala sobre o universo materno com respostas e fundamentos às mais variadas emoções fez com que Acácia Lima, grande admiradora da autora e idealizadora do projeto, sentisse o desejo de compartilhar com outras mães a linha de pensamento pessoal de Laura, que fala sobre a realidade emocional das mulheres que se tornam mães.

 

“O trabalho da Laura é completo porque traz a criança que existe na mãe e, a partir desse encontro, propõe a cura de possíveis traumas para uma entrega mais verdadeira na maternidade. Trazê-la para o Brasil é um sonho. O impacto do seu trabalho é grande e com resultados rápidos, pois sua aplicação é simples, mesmo que seja dolorido para algumas mulheres. Laura nos estimula a enxergar a profunda conexão das relações, especialmente entre mães e filhos”, afirma Acácia.

 

Nascida em Buenos Aires, Argentina, aos 18 anos Laura foi para Paris, onde se graduou em psicopedagogia clínica e foi discípula de Françoise Dolto, uma das pioneiras em psicanálise da criança. Especializou-se em temas relativos à maternidade, lactância e às relações familiares. Tempos depois se dedicou a formação da biografia humana, e em mais de trinta anos de trabalho criou uma metodologia terapêutica inovadora para que cada indivíduo pudesse abordar sua própria realidade emocional.

 

Será um encontro transformador e imperdível não apenas para as mamães em geral como também para todos aqueles que querem entrar em contato com a própria intimidade, dentro do contexto entre mães e filhos, para melhor entender como esta relação influenciou e influencia nossas vidas. Não perca!

 

Serviço

Local: Macksoud Plaza São Paulo

Endereço: Rua São Carlos do Pinhal, 424, Bela Vista

Dia: 21/05/2015

Horário: das 9:00 às 13:00h

Mais informações e código de desconto: http://lauragutman.somosmaesdeprimeiraviagem.com.br/

 

Posted in AÇÕES (qualidade de vida) | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

A música em 2010

Posted by Fabricio Pessoa em 29 dezembro, 2010

Pois bem, fim de ano é sempre tempo de retrospectivas. No campo da música não é diferente, mas muitas coisas que aconteceram nesse ano que passou vão do surpreendente ao decepcionante. Conferindo:

– Segundo a Billboard, adivinhe qual o álbum mais vendido nos EUA em 2010? (…tempo…) Muito bem, provavelmente você errou – a vencedora nesta categoria é ninguém mais, ninguém menos que SUSAN BOYLE! Quem diria…

– Já na relação das canções mais executadas nas rádios americanas este ano, a vencedora foi a Ke$ha. Detalhe: das dez músicas mais executadas, apenas UMA está na categoria rock – a fraquinha “Hey, Soul Sister”, do Train – o que pra mim é uma triste notícia;

– Aliás, analisando as listas dos mais vendidos, ouvidos, e etc., uma constatação fica evidente: 2010 foi um ano dominado pelo pop, e está cada vez mais “teen” (o que também se verifica no Brasil, com grupos como Restart, NX Zero, e daí pra pior). Se somarmos a isso o crescimento do chamado “R&B” nas paradas, a pergunta que fica é:  será que o rock  vai seguir sempre relegado a segundo (ou terceiro, ou quarto…) plano? A resposta pra isso, infelizmente, não parece ser lá muito otimista…

– Mas nem tudo são nuvens cinzas no mundo musical:  Segundo pesquisa feita junto a diversos críticos, o último disco do Arcade Fire foi eleito o segundo melhor do ano, e além disso o excelente grupo de novatos do Mumford & Sons  (da turma do folk pop) foi indicado como uma das melhores revelações;

– No Brasil, muitos apontam como melhor álbum de 2010 o da revelação Tulipa Ruiz. Nunca ouviu? Nem eu…

– E por aqui o ano de 2010 termina tendo, como música brasileira mais executada  no momento, a “Acelera Aê”, de Ivete Sangalo, e na categoria internacional  “The Time (The Dirty Bit)”, do Black Eyed Peas;

E assim chegamos a 2011. Espero que tenhamos novidades de mais qualidade, menos escândalos e – acima de tudo – mais música de verdade, afinal de contas, a esperança é a última que morre…

 

 

 

 

Posted in Sem categoria | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , | 1 Comment »

As Faces da Ganância – Parte 03 – A Ansiedade e o Consumismo

Posted by Fabricio Pessoa em 14 maio, 2009

Você se acha ansioso (a) ? Tem a sensação de que as vezes você não tem controle da própria vida, dos próprios sentimentos ou das coisas à sua volta? Pois saiba que, à parte de eventuais distúrbios neurológicos de natureza física que podem nos acometer, esta ansiedade foi plantada em você pela própria sociedade em que vivemos.

Ou seja: você é uma “vítima”.

Você é uma vítima de uma socidade capitalista, a qual é comandada por corporações cujo principal (senão único) objetivo é obter o máximo de lucro no menor tempo e com o mínimo de custos ou de ‘externalidades’ possível (assista a “The Corporation” e você vai entender melhor estes conceitos…), em benefício exclusivo de seus proprietários, mais conhecidos como acionistas.

Pois bem… num determinado momento, estas corporações perceberam que poderiam alcançar este objetivo muito mais rapidamente se incutissem nas cabeças de seus potenciais consumidores uma associação entre os bens que elas produziam e o atingimento da felicidade. Estava criada a propaganda.

Entretanto, no (cada vez mais) concorrido mundo dos negócios, como estas corporações seguiram buscando lucros constantemente crescentes, as propagandas por sua vez se tornaram cada vez mais agressivas, criando novas modalidades de “estímulo” em suas mensagens e ações, como mensagens subliminares, liquidações, instituição de “modismos”, etc…

Isso gerou o seu resultado, é claro, gerando grandes resultados para estas empresas. Mas se esqueceram de um “pequeno” detalhe: o excesso na massificação destas práticas começou a fazer com que as pessoas que vivem dentro deste sistema capitalista se sentissem ansiosas, com desejos crescentes por produtos de consumo…

Dito e feito. Como nossa sociedade é excessivamente focada na obtenção (cada vez mais) rápida de bens de consumo, e como estes bens passaram a ser sinônimo de sucesso, satisfação e progresso – ou, em última análise, felicidade – a busca por eles (e a própria pressão social que nos impulsiona a tambem buscá-los)  tem feito com que apareçam cada vez mais pessoas com sintomas de ansiedade, já que, portanto e a meu modesto ver, esta busca por obtenção rápida de “felicidade” acabou saindo do campo do consumo e passou a ser o “modus operandi” de outros campos da vida, como o afetivo, o profissional…

O que fazer, então, para que esta outra face da ganância pare de prejudicar a saúde de tantas pessoas?

Bem… a resposta está dentro de você…

Posted in CONSPIRA (atualidades) | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , | 5 Comments »

 
%d blogueiros gostam disto: