CONSPIRAÇÕES

Contestação, Qualidade de Vida e Atitude na WEB

Archive for the ‘CONSPIRA (atualidades)’ Category

Vendo as coisas com outros olhos…

Onze razões para NÃO privatizar a Petrobras

Posted by Fabricio Pessoa em 20 julho, 2016

Por conta dos escândalos de corrupção envolvendo a Petrobras em função da Operação Lava Jato, muitas pessoas têm se manifestado a favor da privatização desta Companhia. O problema é que a maioria dos argumentos favoráveis a esta privatização se mostra imprecisa ou impertinente, principalmente se considerarmos a importância estratégica do petróleo. Vejamos:

    1. A gestão do petróleo é considerada estratégica para todos os países do mundo: se olharmos a história recente do mundo à luz do controle das reservas de petróleo, veremos que os países vencedores das grandes guerras e que são protagonistas do poderio econômico global sempre foram aqueles que possuíam gestão das principais reservas petrolíferas, direta ou indiretamente. Abrir mão deste controle do petróleo, portanto, é uma atitude comprovadamente arriscada em termos de política econômica;
    2. Os principais produtores de petróleo são empresas que pertencem ao poder público: das doze maiores empresas de petróleo do mundo (e a Petrobras hoje não está entre elas), OITO são de controle direto de países, o que prova a importância estratégica do petróleo na matriz econômica global;
    3. As empresas petrolíferas “privadas” possuem uma preocupação estrita com a busca de lucros…: As empresas de petróleo controladas pela iniciativa privada, obviamente, visam o lucro. Ocorre que o grau de preocupação estrita com o caráter econômico atinge níveis tão grandes (ou seja, em detrimento de outros fatores que compõem o negócio) que estas empresas frequentemente causam problemas de ordem social ou ambiental;
    4.  …que inclusive ocasionaram os maiores desastres ambientais da histórica da humanidade: em decorrência da redução de custos e maximização do lucro, as operações das petrolíferas privadas diversas vezes se mostraram negligentes com procedimentos de segurança, o que causou os maiores acidentes ambientais deste setor em toda a história. Só pra lembrar: Golfo do México (BP), Portsall (Amoco), Deepwater Horizon (BP) e Exxon Valdez (Exxon) foram todos causados por empresas privadas. Imagine se a Petrobras fosse privatizada e um acidente destas proporções ocorresse nas praias brasileiras? (Aproveitando, deixo mais uma pergunta: se a VALE não tivesse sido privatizada, será que a tragédia ambiental de Mariana teria ocorrido?)
    5. Privatizar a Petrobras não vai acabar com a corrupção: Esse é um dos maiores engodos dos pró-privatização. O problema da corrupção não está na Petrobras. Está nos valores políticos que influenciam a companhia, o que no fim das contas cai nos eleitores que os elegeram. Privatizar a Petrobras só vai mudar a corrupção de lugar.
    6. Mais importante que privatizar a Petrobras é mantê-la a salvo de quem quer depreciá-la: Políticos corruptos, maus gestores, abutres especulativos… muitas são as espécies que querem apenas lucrar em cima da Petrobras e de seus excelentes trabalhadores. Além de aplicar com eficiência as regras já existentes para coibir as ações destas pessoas, novas regras precisam ser estipuladas para garantir uma melhor gestão da Companhia;
    7. A Petrobras traz divisas para o país: se considerarmos os seis anos anteriores ao do início da Lava Jato (2014), veremos que a Petrobras teve um lucro líquido somado de mais de R$ 174 BILHÕES DE REAIS!!! Você acha mesmo interessante que este dinheiro fique totalmente com a iniciativa privada (ou melhor, com a camada mais rica da população que teria condições de comprá-la)?
    8. Os futuros desinvestimentos da Petrobras irão torná-la mais ágil e permitirão a retomada de sua rota lucrativa: em breve a Petrobras será desobrigada de participar de todos os investimentos do pré-sal, o que aliviará seu fluxo de caixa, estimulará a produção de petróleo pela iniciativa privada (tenho minhas dúvidas se isso de fato ocorrerá, mas enfim esta é uma possibilidade) e permitirá a criação de novos empregos;
    9. Os custos de produção da Petrobras seguem bem abaixo dos custos médios mundo afora: O Editorial Econômico do Estado de São Paulo de 17 de julho passado traz um dado interessante: Em alguns pontos da Bacia de Campos a Petrobras consegue produzir petróleo a um custo médio de US$ 7,60 por barril, bem abaixo da cotação internacional que é de US$ 46 o barril! Isto é uma prova da competência da Petrobras e de suas estratégias de gestão;
    10. A privatização da Petrobras implicaria no aumento do valor da gasolina no Brasil: você acha o preço da gasolina alto? Pois se a Petrobras for privatizada não há nenhuma garantia de que o seu valor diminuiria, e pior, este preço dependerá do “humor” das multinacionais e dos controladores (muitos estrangeiros) que assumiriam a Companhia, o que certamente acarretaria o AUMENTO (ao menos num primeiro momento) do valor do litro de gasolina;
    11. As multinacionais do petróleo só querem saber de vender gasolina nas grandes cidades brasileiras e enviar petróleo para os EUA e para a Europa: Os mais novos não sabem que a Petrobras foi criada simplesmente porque as empresas estrangeiras de petróleo não queriam aprimorar o desenvolvimento da produção e distribuição de gasolina e de outros derivados no interior do Brasil, fornecendo-os de uma forma melhor. Prova disso é que, até a década de 80, só se via postos da BR no interior dos estados (afinal as multinacionais queriam os postos das grandes cidades). A Petrobras, portanto, foi e continua sendo uma importante ferramenta de planejamento logístico, auxiliando na distribuição de recursos para o país como um todo, e é importante para o Brasil que continue assim.

 

 

Posted in CONSPIRA (atualidades) | Etiquetado: , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

A vida após o atentado de Nice

Posted by Fabricio Pessoa em 15 julho, 2016

Mais uma atrocidade acontece na França. Desta vez, um tunisiano jogou um caminhão contra uma multidão em Nice durante as comemorações do Dia da Bastilha, em mais um atentado terrorista. Esta tragédia, entretanto, traz à tona várias outras questões que pedem uma reflexão não apenas de franceses ou de países, mas acho que de todos nós.

1) Religião serve pra “religar”, não pra desunir: porque diachos existem líderes religiosos que colocam na cabeça de seus correligionários que uma religião é melhor que a outra? Ok, sabemos que a resposta se resume a “poder” ou a “dinheiro”. Então porque existem pessoas que se deixam levar por pregações deste tipo? Bem, aí entra uma série de variáveis, dentre as quais citamos valores familiares, culturas locais, traumas pessoas… estas são questões que precisam ser observadas, discutidas e principalmente respeitadas pela sociedade em geral.

2) A relação entre pais e filhos precisa ser valorizada: o autor do atentado era pai de três filhos. TRÊS FILHOS! E ainda assim não titubeou em deixá-los desamparados. Pior ainda, matou outros tantos pais e mães! Cada vez mais me convenço que o mundo nunca precisou tanto de um conjunto de políticas e condutas sociais centradas nas relações familiares, esta sim a única maneira, a meu ver, de revertertermos a corrosão da sociedade global.

3) É preciso ouvir as “minorias”: muitos dos movimentos sociais espalhados pelo mundo são reflexo de parcelas “minoritárias” pertencentes a grupos sociais específicos, em diversos países. Por “minoritárias”, entretanto, não devemos entender quantidades de pessoas, mas sim correntes de pensamento não predominantes. Ou seja: tais movimentos expressam o desejo de que estes grupos sejam ouvidos. E eles querem uma coisa em comum: ser respeitados. Há uma música que traduz muito este ideal: “Respect existance ou expect resistance”. Respeite a existência ou espere resistência.

4) O capitalismo precisa abrir mão de padrões: Diversos escritores consagrados apontam que é preciso repensar a atual forma de aquisição e concentração de riquezas, o que é algo extremamente difícil de acontecer uma vez que os mais “ricos e poderosos”, detentores dos meios para proporcionar estas mudanças, são justamente os que menos têm interesse em mudar este quadro. Ou eles entendem a gravidade do quadro atual e provem mudanças que melhorem a distribuição de renda, ou teremos o agravamento dos conflitos sociais por motivos socioeconômicos, o que pode sim ocorrer em todo o planeta.

5) Estamos construindo uma “nova idade média”? O Brexit virou uma realidade por conta de um medo crescente de estrangeiros. Os atentados da França vão fortalecer a extrema direita na região. Outros países estão iniciando movimentos para estabelecer controles de fronteira mais rígidos. Se essa situação continuar, e pior, se ela se agravar, será que não veremos uma retrocesso nas relações comerciais e, a partir daí, das relações pessoais?

Estas são questões que merecem uma profundíssima reflexão, e além disso precisam ser pensadas se queremos de fato ver uma transformação profunda no atual status quo. O tempo da mudança já está mais do que presente. O medo é que este tempo já se torne um “tarde demais”.

 

Posted in AÇÕES (qualidade de vida), CONSPIRA (atualidades) | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

DEZ SUGESTÕES PARA O FUTURO DAS GRANDES CIDADES BRASILEIRAS

Posted by Fabricio Pessoa em 30 junho, 2016

Com colaboração da BrasilFuturo (http://www.facebook.com/brasilfuturo)

Na data de ontem tive a honra de participar de um painel sobre o futuro das cidades, que contou com a presença do vereador Ricardo Young e membros do Núcleo de Estudos do Futuro da PUC-SP. Na esteira das muitas ideias e reflexões que brotaram do encontro, se mostra mais do que necessário que sejam ampliados e aprofundadas as discussões sobre este tema, e assim venho deixar minhas

 

DEZ SUGESTÕES PARA O FUTURO DAS GRANDES CIDADES BRASILEIRAS

 

  1. Engajamento universal para melhoria da educação da primeira infância: recentemente foi promulgada a Lei número 13.257/2016, que dispõe as políticas públicas para a primeira infância e que aguarda regulamentação. Trata-se de um momento ímpar para a rediscussão e para ampliar o engajamento de toda a sociedade, no sentido de uma efetiva revolução educacional que certamente contribuiria para uma sociedade brasileira melhor.
  2. Erradicação do analfabetismo funcional: temos hoje baixos níveis de analfabetismo, mas os índices de analfabetismo funcional ainda estão muito altos. É importante o desenvolvimento de um projeto social para a formação de adultos funcionalmente alfabetizados, ou seja, com capacidade de interpretação e julgamento de textos.
  3. Retorno da disciplina de “Educação Moral e Cívica”: em tempos de desvirtuamento ou mesmo perda de valores sociais, se mostra necessário resgatar valores morais que não têm sido – infelizmente – propagado dentro de uma parcela considerável das famílias, sobretudo nos grandes centros urbanos. O retorno desta disciplina se mostra até como uma medida urgente a ser adotada, para frear e, quem sabe, erradicar esta “depreciação” de nossos parâmetros mínimos de civilidade.
  4. Desenvolvimento de tecnologias de reciclagem doméstica: para evitar o aumento dos lixões e para garantir a destinação adequada de resíduos domiciliares, a criação de equipamentos que pudessem processá-los já nas casas seria um grande avanço socioambiental.
  5. Restruturação do zoneamento urbano , com microbenefícios fiscais: alguns municípios estão desenvolvendo novas regras de zoneamento com base nesta premissa, não apenas para manter trabalhadores perto de suas casas como também para melhor distribuir a concentração econômica nas cidades. É uma iniciativa que merece ser ampliada.
  6. Delimitação e ampla divulgação dos espaços de convivência urbana: Os órgãos públicos devem instituir e comunicar a coletividade da existência de áreas destinadas ao uso social, cultural e esportivo. Como exemplo, São Paulo tem hoje 20 áreas que são fechadas aos carros, nos domingos, para uso dos cidadãos. Além de sua criação, entretanto, elas precisam ser correta e maciçamente informadas aos munícipes.
  7. Divulgação de eventos organizados por grupos específicos (“tribos”): Muitas pessoas têm peculiaridades, hobbies ou gostos específicos, e têm dificuldade em encontrar outras que compartilhem das mesmas preferências. A divulgação pública de eventos organizados por “grupos de afinidades” aproxima, integra e alegra os integrantes dos “agrupamentos de afinidades”.
  8. Flexibilização das celebrações de Parcerias Público-Privadas: Instituídas no país pela Lei Federal 11.079/2004, a Lei das PPPs institui normas para regular a licitação e a contratação de destas parcerias em todas as esferas do executivo. No início, foi muito badalada, mas hoje é muito pouco utilizada, por incompreensão ou mesmo receio de autoridades e empresários. É fundamental reavivar e flexibilizar o uso desta ferramenta de política pública para dinamizar a gestão de bens e de serviços públicos.
  9. Incentivo efetivo a atividades culturais: criar espaços, divulgar e estimular os cidadãos a participarem de festejos e atividades relacionados com a tradição cultural devem ser priorizados pelos governantes municipais, para manutenção da memória cultural nacional.
  10. Concessão de benefícios fiscais a “tetos verdes” e à implantação de novas tecnologias ambientalmente relevantes, e criação de espaços arborizados: itens autoexplicativos.

Enfim, estas são apenas algumas sugestões para o futuro das cidades, para a reflexão de cidadãos, empresários e governantes. É preciso que sejam tomadas medidas urgentes para que seja evitado o colapso dos adensamentos urbanos brasileiros, e apenas com conscientização, ação decidida e resiliência será possível reverter a tendência atual.

Posted in AÇÕES (qualidade de vida), CONSPIRA (atualidades) | Etiquetado: , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

A Inglaterra vai sair da União Europeia. E agora?

Posted by Fabricio Pessoa em 24 junho, 2016


Com contribuição da BRASILFUTURO


Ocorreu ontem no Reino Unido um plebiscito tenso sobre a possibilidade de sua saída da União Europeia, o que acabou se concretizando.  Os reflexos desta decisão dos britânicos já começam a ser sentidos, como por exemplo a violenta queda da bolsa de valores da Inglaterra hoje, a maior em sua história.
Analisando as regiões votantes, vemos que o desejo de permanência do Reino Unido na União Europeia venceu principalmente entre os moradores das regiões mais industrializadas da Inglaterra, além da Escócia e da Irlanda do Norte, enquanto que os votantes das zonas do interior do país foram as determinantes para a efetiva saída. Ou seja, de fato a preocupação com a segurança (e não com a perda de empregos ou com a queda na atividade financeira ou industrial) parece ter sido determinante para o resultado do plebiscito.

Além do âmbito interno, estes reflexos certamente se farão sentir em todo o mundo, a começar pela própria União Europeia. Em primeiro lugar, é uma forte reação à recente onda migratória decorrente principalmente da guerra na Síria, o que acirrará ainda mais os ânimos dos xenófobos e simpatizantes da extrema direita no continente europeu. Neste sentido, inclusive, já vemos o começo de movimentos na França, Holanda e Bélgica, também requerendo plebiscitos locais para que a saída da UE possa também ser objeto de consulta pública. Ah, e além disso vem aí o segundo plebiscito sobre a independência da Escócia…

A saída do Reino Unido também é uma enfática resposta à chanceler alemã Angela Merkel, grande artífice do processo de acolhida dos refugiados sírios, a qual para alguns (eu inclusive) seria a responsável pelo início do movimento que culminou com este “Brexit”.

Sendo assim, qual o futuro do panorama mundial a partir de agora? Seguem alguns cenários que deverão ocorrer, principalmente no longo prazo:

– Há um grande risco de “implosão” dos conceitos que levaram à criação da União Europeia, inicialmente em relação ao livre trânsito estipulado entre seus países integrantes por meio do Tratado de Schengen, e depois quanto aos próprios tratados de livre comércio e livre emprego, já que a atual situação da EU claramente não tem ajudado a gerar empregos nem a melhorar os parâmetros de qualidade de vida na região;

– Sairão ganhando em termos comerciais os países da Commonwealth, uma vez que o Reino Unido – que já tem diversos tratados com os países que o integram – deverá envidar esforços para direcionar uma parcela maior de sua produção e recursos para esta Comunidade;

– O Brasil poderá também ser beneficiado com esta saída (no longo prazo, repito), pois agora ele poderá fazer um acordo comercial bilateral interessante com o RU, de forma desvinculada com a EU. O turismo brasileiro também poderá ser beneficiado com o Brexit, pois as férias dos britânicos dentro do continente europeu ficarão pelo menos 15% mais caras daqui por diante;

– Esta decisão também deverá elevar o custo do petróleo e derivados para o Reino Unido, o que empurrará o preço do barril de petróleo no mercado internacional;

– Quanto aos imigrantes, devemos ver restrições e controles adicionais em todos os países europeus, para proteção de seu mercado interno, o que pode gerar insatisfação e desconfiança dos países fora do continente. O reflexo destes sentimentos poderá, em última análise, causar novos ataques terroristas na Europa.

As próximas semanas serão cruciais para a restruturação política do Reino Unido, principalmente em função da renuncia do premiê David Cameron, mas o fato é que a política sócio econômica da Europa vai mudar a partir de agora, com inevitáveis efeitos em todo o mundo. Esperemos que estes efeitos sejam – pelo menos no longo prazo – positivas sobretudo para os jovens, e que não gerem impactos danosos às transações comerciais globais. Esperemos…

 

 

 

Posted in CONSPIRA (atualidades) | Leave a Comment »

OSCAR 2016 – A hora e a vez de Leonardo DiCaprio… e de Ennio Morricone!

Posted by Fabricio Pessoa em 29 fevereiro, 2016

E ontem tivemos a premiação do OSCAR de 2016, onde o assunto mais comentado foi a – enfim!  – vitória de Leonardo DiCaprio como melhor ator.

Só que outro “injustiçado” do OSCAR também viu surgir ontem sua redenção, ou melhor, a sua primeira estatueta da Academia de Artes e Ciências de Hollywood. Estou falando do maestro e compositor italiano Ennio Morricone, um dos maiores nomes da produção musical do século vinte!

Se você não conhece o Romano Ennio Morricone, saiba que ao longo de sua extensa carreira ele compôs mais de QUINHENTAS peças para filmes e programas de televisão, muitas delas admiradas e reconhecidas por público e crítica. Morricone possui uma habilidade rara de emocionar plateias e audiências mundo afora através de sua música, e juntamente com John Williams e James Newton Howard compõe o trio mais criativo e original da música orquestral hoje em dia.

Morricone havia ganho uma estatueta honorária pelo conjunto de sua obra, em 2007, mas nunca havia ganho um Oscar de melhor trilha sonora… até ontem, graças a seu trabalho no filme “Os Oito Odiados”, de Quentin Tarantino. Uma honra enorme para um dos maiores compositores de todos os tempos!

Se você não conhece ou quer conhecer (ou mesmo relembrar) alguns dos mais grandiosos trabalhos deste gênio da música, selecionei abaixo uma relação de links com músicas dele, pra você clicar e ouvir. Confira:

Filme – Cinema Paradiso – Tema Principal

Filme – Cinema Paradiso – Tema de amor

Filme – Cinema Paradiso – Maturidade

Filme – Cinema Paradiso – Totó e Alfredo

Filme – Os Intocáveis – Tema

Filme – A Missão – On Earth As On Heaven

Filme – A Missão – Gabriel’s Oboe

Filme – Era Uma Vez no Oeste – The Man With The Harmonica

Filme – The Good, the Bad and the Ugly – Theme

E aqui, uma raridade: Tema de “Le Foto Proibite Di Una Signora Per Bene”

 

 

 

Posted in CONSPIRA (atualidades), PIRAÇÕES (entretenimento) | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

Empresas, aprendam com o Black Friday !!!

Posted by Fabricio Pessoa em 25 novembro, 2012

Ocorreu enfim a Black Friday brasileira, edição 2012, com muitas expectativas dos consumidores brasileiros para a obtenção de descontos e oportunidades de compras. Só que não foi bem isso o que ocorreu.

Impossibilidade de acesso a sites, maquiagens de preços, promoções erradas e oportunismo foram apenas alguns dos problemas que tiveram que ser suportadas por aqueles que acreditaram que a Black Friday do Brasil seria algo confiável.

Mas porquê isto aconteceu?

Em primeiro lugar, o Black Friday foi criado nos EUA para que as empresas pudessem “queimar” seus estoques, jogando produtos antigos a preços realmente convidativos, fazendo com que o comércio incrementasse suas vendas e pudesse receber os novos produtos. No Brasil isso evidentemente não ocorreu, sendo tratado apenas como mais um dia de liquidações, o que contribuiu para as promoções falsas e para os descontos tão tímidos.

Além disso, várias promoções foram feitas por restaurantes e até empresas de assistência médica no Black Friday. Ora, o que estas promoções têm a ver com queimas de estoque???

Analisando as ocorrências que pudemos constatar no Black Friday, a verdade é que duas grandes lições podem ser aprendidas: A primeira é que há um enorme potencial do Black Friday no Brasil, para quem respeitar o consumidor e realmente entender e aplicar o conceito deste dia. A segunda é que, infelizmente, diversos empresários do setor de varejo de eletroeletrônicos se mostraram gananciosos, sem aparentar uma mínima preocupação com o consumidor, precisando por isso reaprender a forma com que tratam seus potenciais e efetivos clientes.

Enfim, torcemos para que a próxima edição do Black Friday seja melhor do que a deste ano, e que o consumidor brasileiro seja respeitado de uma forma mais próxima do ideal.

Posted in CONSPIRA (atualidades) | Etiquetado: , , , , , , , , , , | 1 Comment »

Star Wars – Encontro de fim de ano do CJSP – 08/12/2012

Posted by Fabricio Pessoa em 23 novembro, 2012

Uma excelente notícia para os fãs de STAR WARS: segue comunicado oficial dando conta da realização, no próximo dia 08 de dezembro, do encontro de fim de ano do Conselho Jedi de São Paulo.
 
O encontro promete, não apenas por ser no Planetário do Ibirapuera, mas também porque vai tratar da recente aquisição da Lucasfilm pela Disney, e do futuro de STAR WARS. Eu estarei lá. Não perca!!!
 
———–
 
2012 tornou-se um ano emblemático para nós, fãs de ‘STAR WARS’.

George Lucas vendeu a mais fantástica (e lucrativa!) franquia da história, praticamente garantindo a longevidade de nossa tão adorada Saga.

E o CJSP não poderia deixar passar esse momento em branco, certo?

Não tivemos uma Jedicon este ano (pelo menos, não em São Paulo), mas nem por isso deixaremos este ano sem um evento!

E que lugar melhor para um Encontro do CJ do que o PLANETÁRIO DO IBIRAPUERA???

Por isso, prepare seu sabre de luz, separe seu melhor traje rebelde ou imperial e ajuste seu hyperdrive para as coordenadas do PLANETÁRIO DO IBIRAPUERA, pois no dia 08 de Dezembro teremos mais um ENCONTRO ESPECIAL DE FIM DE ANO DO CJSP!

Bate-papos, apresentações, vídeos e, claro, os tão famosos SORTEIOS (além de algumas surpresas) estarão à espera dos fãs, então reserve esta data em sua agenda e NÃO DEIXE DE COMPARECER!

Até lá, e lembre-se: A Força estará com você!… Sempre!… :-)

Serviço:

O QUÊ: ENCONTRO ESPECIAL DE FIM DE ANO DO CONSELHO JEDI SÃO PAULO.

QUANDO: DIA 08 DE DEZEMBRO (SÁBADO), À PARTIR DAS 13H00.

ONDE: PLANETÁRIO DO PARQUE DO IBIRAPUERA – Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº, com entrada pelo portão 10 (para pedestres) ou portão 3 para estacionamento, com uso de cartão zona azul.

ATENÇÃO: Como o Planetário funcionará normalmente neste dia, contando inclusive com suas apresentações habituais e estará sujeito à lotação de público, sugerimos que você chegue com antecedência e garanta sua participação no Encontro!

Saiba um pouco mais sobre o Planetário:

Tombado pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado (Condephaat) e pelo Conselho Municipal de Tombamento e Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo (Conpresp), o Planetário do Ibirapuera passou por várias modificações que o colocaram na era da modernidade.

O novo projetor, StarMaster, fabricado pela Carl Zeiss, tem capacidade para avistar o céu de qualquer ponto conhecido do universo como, por exemplo, a partir de Marte. Por usar um sistema de projeção de fibra óptica, todas as estrelas são reproduzidas em cor e brilho reais.

Inaugurado em janeiro de 1957 – o primeiro da América Latina – conta ainda com novos projetores periféricos que são capazes de trazer para São Paulo as imagens captadas do telescópio espacial Hubble e dos satélites da Nasa, entre outras possibilidades. A cúpula interna tornou-se uma grande tela de projeção e o espectador tem a sensação de estar mais próximo ao céu, tornando as sessões didáticas e divertidas.

 

Posted in CONSPIRA (atualidades), PIRAÇÕES (entretenimento) | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

Partido dos Trabalhadores mostra seu lado fascista!!!

Posted by Fabricio Pessoa em 14 outubro, 2012

Parte da antiga cúpula do PT – leia-se José Dirceu, José Genoíno e Delúbio Soares – foi condenada pelo Supremo Tribunal Federal por crimes ligados ao chamado “Escândalo do Mensalão”, numa das mais nobres páginas da história do judiciário brasileiro.

Após o julgamento, o partido e os envolvidos acima emitiram suas respectivas notas sobre o ocorrido, todas contendo o mesmo tom de absoluta recusa a admitir as condutas criminosas praticadas, valendo-se para tanto de discursos que beiram a irrealidade e o ufanismo.

Mas há uma delas que deve ser vista com EXTREMA preocupação: trata-se da Resolução Política do Diretório Nacional do PT emitida no último dia 12 de outubro (leia a íntegra desta nota aqui), que trata do Mensalão “nas entrelinhas” e cujo teor lança uma perigosa nuvem sobre o estado democrático de direito em que vivemos. Seguem abaixo os principais pontos desta Resolução, com meus comentários:

“Nosso desempenho nas eleições municipais ganha ainda maior significado, quando temos em conta que ele foi obtido em meio a uma intensa campanha, promovida pela oposição de direita e seus aliados na mídia, cujo objetivo explícito é criminalizar o PT”.

Esta nota é uma clara crítica ao julgamento do Mensalão, que aconteceu pouco antes do primeiro turno. Primeiro ponto: quem é a oposição de direita mencionada pela nota? O PSDB? O PT hoje tem franca maioria no congresso, e não existe hoje oposição sólida capaz de barrar as intenções da base aliada do governo! Segundo ponto: os aliados da direita na mídia tem tanto poder assim para condenar petistas? Lembremos que a maioria dos julgadores do STF foram indicados durante os governos Lula e Dilma! Terceiro ponto: quem quer criminalizar o PT? Quem foi condenado foram alguns membros do partido, que realmente praticaram ilícitos penais, e não o partido como um todo!!!!!

“Não é a primeira, nem será a última vez, que os setores conservadores demonstram sua intolerância; sua falta de vocação democrática; sua hipocrisia, os dois pesos e medidas com que abordam temas como a liberdade de comunicação, o financiamento das campanhas eleitorais, o funcionamento do Judiciário; sua incapacidade de conviver com a organização independente da classe trabalhadora brasileira.”

Essas acusações todas são uma nítida represália à condenação do Mensalão. e o PT pretende aqui deturpar a realidade dos fatos que serviram de base à condenação do mensalão, tirando o foco da realidade – que é a ilicitude da conduta dos petistas acima – e buscando responsabilizar, ao invés de seus próprios integrantes, um setor dito “conservador” que nada tem a ver com a natureza daqueles que foram os únicos responsáveis pela condenação – os bravos membros do STF, exceção feita aos “lamentáveis” Ricardo Levandowski e Dias Toffoli.

“O desempenho do PT no primeiro turno das eleições municipais brasileiras, assim como a vitória do Grande Polo Patriótico nas eleições presidenciais venezuelanas igualmente realizadas no dia 7 de outubro, confirmam a força da esquerda democrática, popular e socialista latinoamericana e caribenha.”

O partido associa sua conduta recente às práticas políticas da Venezuela e de Cuba (esta última disfarçadamente apelidada de “caribenha” no texto). E é AQUI que vemos o trecho mais delicado desta nota: o PT vangloria-se das conquistas (que conquistas?) de países que tem, como práticas mais evidentes, o CONTROLE OPRESSIVO DOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO, O AMORDAÇAMENTO DO JUDICIÁRIO E A REPRESSÃO DE QUALQUER FORMA DE MANIFESTAÇÃO DE OPOSIÇÃO!

OU SEJA, O PARTIDO DOS TRABALHADORES MOSTRA SEU LADO FASCISTA, na medida em que apoia os governos que adotam estas mesmas práticas!

Se você, assim como eu, se preocupa com a liberdade de expressão, com a lisura política e com a manutenção das instituições democráticas deste país, pense MUITO bem em quem vai votar no segundo turno desta eleição. E, mais do que isso, não deixe de manifestar, onde quer que vá, seu apoio com a condenação dos criminosos do Mensalão e seu repúdio a qualquer forma de mordaça ou opressão. A democracia agradece…

Posted in CONSPIRA (atualidades) | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

Mudando valores no mundo corporativo

Posted by Fabricio Pessoa em 15 novembro, 2011

Você ouviu ou leu algo sobre os participantes dos movimentos “Ocupem Wall Street” ou “The 99 Percent” (site oficial clicando aqui)? Provavelmente não, ou muito pouco, certo?

Isso não é de se espantar, afinal de contas estes protestos têm como objetivo sensibilizar os principais responsáveis pela economia mundial – ou seja, os executivos que fazem parte da cadeia de controle dos canais de mídia, bancos e corporações do mundo – repensem a forma com que interferem na distribuição de renda mundial.

Este movimento é feito por pessoas que desejam, no fundo e com exceção dos extremistas de plantão, não apenas atuar como um bando de “Robin Hoods” do mundo capitalista, mas sim fazer com que todos possam refletir sobre os valores que hoje estão movendo o mundo, e sobre o quanto eles precisam mudar.

Estes valores se resumem principalmente numa mudança de ótica, no que tange à finalidade do processo produtivo industrial. É preciso que o principal objetivo das empresas saia do “ter” e passe a buscar um verdadeiro “ser”. E este “ser” não deve ser entendido como uma mera continuidade de atividades, e sim uma procura constante de melhoria nas relações humanas, indo além do discurso marqueteiro e das ações ambientalóides, e buscando de fato compartilhar resultados e ações com o objetivo de criar novos diálogos,  melhorar e inspirar positivamente a vida de seus empregados, investidores e consumidores.

Pensando nisto, e para que o CONSPIRAÇÕES passe a integrar de uma forma mais aberta os movimentos acima, segue abaixo uma lista de recomendações – meu lado revoltado queria muito falar em “exigências”, mas estou muito longe de poder exigir algo dessa gente, rsrsrs… – para que bancos, mídias e empresas atuem neste processo de uma forma realmente transparente e colaborativa para a (re)construção de uma sociedade verdadeiramente humanista. Aí vai:

– Fim do conceito de “externalidade” em procedimentos contábeis de qualquer espécie (se você não sabe o que é externalidade, assista ao imperdível “The Corporation”);

– Ampliação dos parâmetros da Lei Sarbannes-Oxley (SOX), abrangendo auditorias referentes ao impactos sociais e culturais das fábricas nas localizades em que se encontram;

– Celebração de um tratado internacional estabelecendo a destinação de um mínimo dos lucros das empresas para distribuição entre os seus funcionários, na proporção de cada grau de escolaridade;

– Criação de um sistema de auto-regulação, para fiscalização da efetividade das ações ambientais feitas pelas empresas, onde apenas após o aval deste sistema estas ações poderiam ser divulgadas e ser utilizadas como subsídios tributários;

– Estímulo à transparência corporativa, de forma a que as corporações sejam obrigadas a publicar o processo de escolha de seus principais dirigentes na internet;

– Reavivar a fiscalização do trabalho nos países, estimulando o aumento na fiscalização dos órgãos de controle junto às empresas, sobretudo para verificação das condições de trabalho, da prestação de horas extras não remuneradas e das ações corporativas que impactam seus aposentados e os dependentes de seus empregados;

– Promover parcerias entre os poderes públicos e as empresas, nos quais estas últimas se comprometeriam a divulgar as suas margens de lucro, referentes a produtos específicos, em troca de benefícios na exportação ou na sua publicidade.

Se você gostou, ajude a divulgar, repassando este texto para seus amigos e para empresas. E se tiver sugestões para esta lista, mande pra gente, que a adicionaremos com o devido crédito.

Vamos mudar o que está aí…

Obrigado!

Posted in AÇÕES (qualidade de vida), CONSPIRA (atualidades) | Etiquetado: , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

Transformando o “Dia dos Mortos” num dia pela vida e pelo futuro

Posted by Fabricio Pessoa em 2 novembro, 2011

O dia de finados existe desde 998 DC, quando um abade do mosteiro beneditino de Cluny, na França, determinou que os monges rezassem por todos os mortos, de todos os lugares e de todos os tempos, sempre em 02 de novembro. Quatro séculos depois, o Papa da época adotou a data como o dia de Finados, para a Igreja Católica.

Não sou católico, e minha prática religiosa destina uma pequena parte de TODOS os dias à oração pelos falecidos. Trazendo isso pro dia a dia, acho que o mais importante ato que se pode fazer em homenagem aos que se foram é manifestar uma profunda gratidão pelo que eles fizeram, e retribuir com atos capazes de engrandecer a sua memória.

Infelizmente, no mundo de hoje vemos muito poucas ações neste sentido. O mundo predominantemente egoísta e materialista em que estamos, onde o egoísmo e a indiferença pelo próximo vêm cada vez mais ameaçando as relações humanas, não apenas acaba desmerecendo os esforços de nossos antepassados como também tende a deixar uma base muito frágil para as próximas gerações.

Sugiro que o dia de finados seja um dia de reflexão não apenas sobre o que os falecidos fizeram para nós, mas principalmente sobre quais ações devemos empreender para transformar o mundo, em continuação ao seu legado e em retribuição a estes débitos de gratidão.

Agir assim demanda uma série de transformações na nossa maneira de pensar e de agir, e por isso mesmo esta mudança de atitude requer muita coragem, diálogo, paciência e esforço, mas sem dúvida é a melhor, senão única, maneira de reverter os valores da maioria do mundo de hoje.

Pense nisso. E por favor, aja para mudar…

Posted in AÇÕES (qualidade de vida), CONSPIRA (atualidades) | Etiquetado: , , , , , , , , | Leave a Comment »

 
%d blogueiros gostam disto: