CONSPIRAÇÕES

Contestação, Qualidade de Vida e Atitude na WEB

A Inglaterra vai sair da União Europeia. E agora?

Posted by Fabricio Pessoa em 24 junho, 2016


Com contribuição da BRASILFUTURO


Ocorreu ontem no Reino Unido um plebiscito tenso sobre a possibilidade de sua saída da União Europeia, o que acabou se concretizando.  Os reflexos desta decisão dos britânicos já começam a ser sentidos, como por exemplo a violenta queda da bolsa de valores da Inglaterra hoje, a maior em sua história.
Analisando as regiões votantes, vemos que o desejo de permanência do Reino Unido na União Europeia venceu principalmente entre os moradores das regiões mais industrializadas da Inglaterra, além da Escócia e da Irlanda do Norte, enquanto que os votantes das zonas do interior do país foram as determinantes para a efetiva saída. Ou seja, de fato a preocupação com a segurança (e não com a perda de empregos ou com a queda na atividade financeira ou industrial) parece ter sido determinante para o resultado do plebiscito.

Além do âmbito interno, estes reflexos certamente se farão sentir em todo o mundo, a começar pela própria União Europeia. Em primeiro lugar, é uma forte reação à recente onda migratória decorrente principalmente da guerra na Síria, o que acirrará ainda mais os ânimos dos xenófobos e simpatizantes da extrema direita no continente europeu. Neste sentido, inclusive, já vemos o começo de movimentos na França, Holanda e Bélgica, também requerendo plebiscitos locais para que a saída da UE possa também ser objeto de consulta pública. Ah, e além disso vem aí o segundo plebiscito sobre a independência da Escócia…

A saída do Reino Unido também é uma enfática resposta à chanceler alemã Angela Merkel, grande artífice do processo de acolhida dos refugiados sírios, a qual para alguns (eu inclusive) seria a responsável pelo início do movimento que culminou com este “Brexit”.

Sendo assim, qual o futuro do panorama mundial a partir de agora? Seguem alguns cenários que deverão ocorrer, principalmente no longo prazo:

– Há um grande risco de “implosão” dos conceitos que levaram à criação da União Europeia, inicialmente em relação ao livre trânsito estipulado entre seus países integrantes por meio do Tratado de Schengen, e depois quanto aos próprios tratados de livre comércio e livre emprego, já que a atual situação da EU claramente não tem ajudado a gerar empregos nem a melhorar os parâmetros de qualidade de vida na região;

– Sairão ganhando em termos comerciais os países da Commonwealth, uma vez que o Reino Unido – que já tem diversos tratados com os países que o integram – deverá envidar esforços para direcionar uma parcela maior de sua produção e recursos para esta Comunidade;

– O Brasil poderá também ser beneficiado com esta saída (no longo prazo, repito), pois agora ele poderá fazer um acordo comercial bilateral interessante com o RU, de forma desvinculada com a EU. O turismo brasileiro também poderá ser beneficiado com o Brexit, pois as férias dos britânicos dentro do continente europeu ficarão pelo menos 15% mais caras daqui por diante;

– Esta decisão também deverá elevar o custo do petróleo e derivados para o Reino Unido, o que empurrará o preço do barril de petróleo no mercado internacional;

– Quanto aos imigrantes, devemos ver restrições e controles adicionais em todos os países europeus, para proteção de seu mercado interno, o que pode gerar insatisfação e desconfiança dos países fora do continente. O reflexo destes sentimentos poderá, em última análise, causar novos ataques terroristas na Europa.

As próximas semanas serão cruciais para a restruturação política do Reino Unido, principalmente em função da renuncia do premiê David Cameron, mas o fato é que a política sócio econômica da Europa vai mudar a partir de agora, com inevitáveis efeitos em todo o mundo. Esperemos que estes efeitos sejam – pelo menos no longo prazo – positivas sobretudo para os jovens, e que não gerem impactos danosos às transações comerciais globais. Esperemos…

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: